Será que Você Sofre de Intolerância ao Glúten?

  • 29/07/2019


Ter intolerância ao glúten se tornou muito popular nos dias de hoje. Isso porque muitas pessoas estão percebendo que sintomas desagradáveis, tais como flatulência, distensão abdominal, dor de cabeça e problemas de pele, aparecem após consumirem alimentos com glúten.

O Glúten é encontrado principalmente no trigo, centeio e cevada, além de uma gama de alimentos industrializados.

Para te ajudar a entender um pouco mais sobre a intolerância ao glúten e suas consequência, preparei o artigo de hoje com diversas informações importantes. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo!

pães com glúten


O que é o Glúten?

É uma proteína com propriedades especiais: elásticas e estáveis ao mesmo tempo. O que favorece a liga e o crescimentos dos pães.

Que é composto de dois grupos proteicos: as prolaminas e as glutelinas, que só se desenvolvem quando estão combinadas com a umidade. Por exemplo, quando você mexe a farinha de trigo com água.


O que é Doença Celíaca?

É uma doença autoimune que afeta o intestino delgado. Quando uma pessoa com doença celíaca consome produtos que contêm glúten, o corpo trata o glúten como um invasor estrangeiro.

As fibras do intestino delgado, responsáveis ​​pela absorção de nutrientes, são atacadas. Portanto, o corpo fica incapaz de absorver os nutrientes, resultando em desnutrição.

A doença celíaca não afeta apenas o sistema digestivo, causa outros problemas, como diabetes tipo I, anemia, enxaqueca e epilepsia, caso não veja tratada.


Onde encontramos o Glúten?

Em quase tudo que passar pelo processamento industrial. A lista abaixo apresenta os principais alimentos com alto teor de concentração de glúten.

  • Trigo
  • Centeio
  • Cevada
  • Aveia (comercial)
  • Espelta (trigo selvagem)


Alergia ou Intolerância ao glúten: qual é a diferença?

A alergia ao glúten não é o mesmo que a intolerância ao glúten. Para que você possa entender as diferenças, vou explicar um pouco sobre cada um:

  • Alergia ao glúten ou doença celíaca: é uma doença autoimune. Nesse caso, isso significa que o organismo produz anticorpos para o próprio tecido intestinal, causando uma inflamação crônica no intestino delgado.

Os que são afetados sofrem com o consumo de produtos contendo glúten e são acometidos com vários sintomas como flatulência, dor abdominal ou diarréia, além da deficiência de ferro. Dessa forma, quando essa situação ocorre, o glúten deve ser completamente eliminado para que os sintomas sejam controlados.

  • Intolerância ao glúten: com a sensibilidade, os sintomas geralmente não são tão extremos quanto a intolerância ao glúten.

Os que são afetados pelo intolerância ao glúten, sofrem de fadiga crônica, dor de cabeça ou tontura, mas também podem ter desconforto digestivo, flatulência, etc. O consumo, no entanto, não leva à produção de anticorpos. Dessa forma, baixas quantidades de glúten são geralmente toleradas.

Trigo

Leia também o artigo da UFMG sobre as Doenças relacionadas ao glúten


Qual a relação do emagrecimento com a alergia ou a intolerância ao glúten?

Os Substitutos sem glúten dos alimentos como pães, bolachas, massas, doces e tortas, são úteis apenas para as pessoas que sofrem com doença celíaca ou são intolerantes ao glúten.

Principalmente porque estes produtos especiais oferecem a estas pessoas a possibilidade de comerem esses alimentos, sem se sentirem mal. Porem, para todas as demais pessoas, os produtos sem glúten são um desperdício de dinheiro.

Especialmente para aqueles que esperam que produtos sem glúten os ajudem a perder peso. Isso não vai acontecer, porque todos os substitutos são verdadeiras bombas de carboidratos.

As alternativas sem glúten, são normalmente: farinha de arroz, amido de milho, amido de batata, amido de tapioca e quinoa. Mas, infelizmente essas alternativas não são nada além de excesso de carboidratos.

Como já sabemos, os carboidratos fazem com que o nível de açúcar no sangue suba, o que, por sua vez, garante a secreção maciça de insulina, sendo esse o sinal de partida para o armazenamento de gordura. Não esqueça que os carboidratos impedem a perda de gordura!

Dessa forma, a dieta com produtos substitutos aos com glúten não levam ao emagrecimento, visto que o armazenamento de gordura é potencializado pela quantidade de carboidratos ingeridos.

O que pode levar a um emagrecimento, é a retirada do glúten, sem o uso dos produtos substitutos ricos em carboidratos. Isso nos leva ao encontro de um estilo alimentar low carb ou cetogênico.




500 receitas low carb


Como posso saber se tenho intolerância ao glúten?

1) Ganho de peso inesperado

O ganho de peso sem motivo aparente pode sim estar relacionado a baixa sensibilidade ao glúten, causando permeabilidade intestinal e inflamação sistêmica. Fique atendo a esse sinal.

2) Dores de cabeça e enxaqueca

Os anticorpos produzidos pelo sistema autoimune, por razão alérgica, causam inflamação no intestino. Como o intestino e o cérebro possuem uma alta troca de informações através do nervo vago, o cérebro reage com os sintomas de dores de cabeça e/ou enxaqueca.

Esses sintomas são como um pedido de ajuda do seu corpo, não ignore.

3) Problemas de pele

É possível notar lesões com bolhas que se rompem com facilidade e crostas. Estas feridas podem causar coceira intensa em áreas como joelhos, cotovelos e glúteos.

Esses problemas também estão relacionado a grande inflamação intestinal.

4) Fadiga e exaustão

Quando o corpo está inflamado, ele passa a concentrar energia e tempo para resolver esse problema, deixando as demais funções de lado. Com isso, a pessoa pode se sentir mais cansada do que normalmente.

5) Imunidade baixa

A baixa imunidade refere-se a um estado no qual o organismo não está em condições de se defender adequadamente, encontrando-se mais vulnerável às doenças.

Testes
para doença celíaca

Para você descobrir se sofre de intolerância ao glúten, é preciso fazer alguns exames. Qualquer um que suspeite da doença celíaca, deve ser testado o mais rápido possível para que a condição não piore. Aqui estão os diferentes tipos de testes para a doença celíaca:

Exame de sangue (transglutaminase IgA)

Quando as pessoas possuem intolerância ao glúten, o corpo produz anticorpos para se proteger do possível agressor. Dessa forma, esse teste detecta se houve a produção de anticorpos no sangue.

O corpo cria esses anticorpos conforme se sente ameaçado. Portanto, se existe produção, consequentemente ocorre intolerância e inflamação.

Teste genético

A doença celíaca está em nosso DNA. Então, se houver alguma mutação nos genes específicos, será facilmente detectado com o teste genético.

Biópsia

Através desse teste é possível descobrir se existe uma intolerância ao glúten. O médico retira um pedaçinho das células intestinais, envia para a biópsia e com isso, é possível identificar se existe uma alteração celular referente a alergia ao glúten.

Gostou da postagem? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Comments

comments

  • Tags

Comentários